Serena Williams: uma contradição

“Em prol de diversidade, Serena anuncia novo trabalho no Vale do Silício”

Como pode alguém defender a diversidade noivando com Alexis Ohanian?

Se você não pratica a diversidade existe uma grande probabilidade de que tu desconheças o assunto, como podemos perceber Serena não o faz.

Como você pode defender a diversidade promovendo a miscigenação que nada mais proporciona de uma equalização (genocida) étnica, isto é, toda a diversidade existente simplesmente some! Basta você misturar tintas que você obterá um resultado diferente do inicial.

Não se trata de nenhum tipo de preconceito, racismo muito menos. Se trata sim da verdade e da conclusão de deduções lógicas providas pelo raciocínio.

Serena tem uma carreira brilhante profissionalmente, porém isso permanece somente dentro das quadras, infelizmente.

Se a causa dela é abrir espaço para as minorias étnicas seu propósito já é falho na raiz. Ela deveria sim promover o enaltecimento do indivíduo e que ele MERECESSE chegar ao pódio superar a dita “maioria” e então conseguir conquistar algum determinado espaço, talvez se inspirando na própria carreira de superação da Serena. O fato é que as pessoas são iludidas por uma falsa luta, uma falsa opressão e ao promover isto se cria uma ideologia ou uma crença de “coitadismo”, fazendo com que estas “minorias” fiquem com o pensamento de uma pessoa depressiva em posição fetal em um canto obscuro qualquer.

Eu realmente gostaria que essas ideias fossem em prol da humanidade, mas não o são. São ideias que provavelmente (a médio-longo prazo) proporcionarão a destruição da humanidade como essência existencial. Vê-se um pleno desrespeito às diferentes etnias existentes, estas que provém de diferentes espécies humanas (europeus, africanos, asiáticos), ou seja, a diversidade em si, tal qual a diferença de um cão e um gato.

Estas atitudes são as que promovem (e provam) a total ignorância cultural que o mundo vive hoje, há uma tolerância extrema e isso é confundido com respeito. É a partir desta ignorância que se cria uma massa de seres humanos robotizados/escravizados à contribuírem de forma direta e indireta para os sete pecados capitais enaltecidos por uma minoria corrupta.

Resta esperar quais serão as maravilhosas atitudes tolerantes pró-miscigenação que sairão destas ideias, ou insights segundo a empresa de “consultoria”.

Ps.: Sim, a miscigenação é um dos menores problemas atuais. Estudem!

Pesquisem “haplogrupos”.

Assistam (em inglês): “White Genocide” by ThuleanPerspective